Acisbs - Associação Empresarial de São Bento do Sul - Batizada como Associação Comercial e Industrial de São Bento do Sul (ACISBS), a entidade foi fundada por um grupo de empresários em 9 de novembro de 1957. O objetivo inicial era criar uma entidade para representar a classe econômica e promover o desenvolvimento.

Núcleo de Saúde e Segurança do Trabalho visita Porto de Itapoá

Os integrantes do Núcleo de Saúde e Segurança do Trabalho (SST), da Associação Empresarial de São Bento do Sul (Acisbs), realizou na sexta-feira, 02, uma visita técnica no Porto de Itapoá. Eles foram recebidos por Thays Andréia de Almeida, da área de comunicação e marketing, e Cleber Barbosa Alexandre de Mello, técnico de saúde e segurança do trabalho.

Durante a visita, os integrantes conheceram a atuação do Porto, assim como, as ações de segurança. O Porto completa neste ano, seis anos de atuação no cenário portuário. Taís explicou que o local escolhido para construir o porto, conta com propicia profundidade para a navegação dos navios. “São 16 metros de profundidade natural. Um dos maiores diferenciais é a localização, pois é uma baia de águas calmas, dificilmente a barra fecha por causa da chuva”. A profissional ainda destaca que com fortes chuvas, outros portos do Estado fecham e eles acabam suprindo a demanda durante o período. Ela também explica, que o porto é privado, de propriedade do Grupo Battistella e da LOG-Z, com 70%, e as empresas Aliança Navegação e o Grupo Hamburg Süd, com 30%.

O técnico de segurança, Cleber Barbosa Alexandre de Mello, contou que toda a área do porto é monitorada por câmeras. “Se algum colaborador não está utilizando o equipamento de segurança, já somos acionados para verificar a situação” destaca. Ele também relata que os profissionais responsáveis pelo carregamento dos contêineres nos navios, devido a função, que exige muita concentração e a posição de ficar olhando para baixo, a cada três horas de trabalho eles possuem o intervalo de uma hora. “Disponibilizamos academia, salas de jogos e camas aos colaboradores” contou. Cleber trocou informações com os integrantes do Núcleo de SST sobre as NR 29, que é a que trata da segurança e saúde no trabalho portuário. Ele ainda apresentou as cores de uniformes e equipamentos, também importantes para a segurança do colaborador no local. “Os acessos também são limitados, como temos a área alfandegária, nem todos os funcionários podem circular” lembrou.

O Porto de Itapoá está entre os seis maiores portos brasileiros, segundo pesquisa da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Nesse momento, o porto já se encontra em expansão, sendo que a previsão de conclusão da primeira fase é 2018. A 2ª fase, que prevê o aumento do píer e mais uma ponte, deve estar concluída em 2021. De seis portêineres o porto passará a ter 13, e a capacidade de 500.000 passará para 2 milhões de área de armazenamento, quatro vezes maior que a área atual.

Outras informações – o Porto de Itapoá possui 146.000 metros quadrados com capacidade para 500.000 containers por ano. O píer possui 630 metros e tem capacidade para receber dois navios de grande porte, simultaneamente. A orla da praia é intacta e para acesso ao píer foi construída uma ponte. São seis portêineres, para cargas secas e de reefer, essa última para cargas refrigeradas como carnes, verduras e remédios. O Porto funciona 24 horas, sete dias da semana, gera 700 empregos diretos e 2.000 indiretos, sendo que 50% são profissionais locais. Realizam 85 movimentos por hora, recebem de 50 a 55 navios por mês e uma média de 800 caminhões por dia. “A operação é interrompida com ventos fortes, acima de 70 km/hora” contou Cleber.


Acisbs - Associação Empresarial de São Bento do Sul - Notícias -