Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Notícias e artigos

Empresários da Acisbs realizam diálogo com deputado federal Mariani

Dentro da programação das agendas de diálogos com autoridades políticas e representativas, a Associação Empresarial (Acisbs) recebeu na segunda-feira, 19, o deputado federal Mauro Mariani. Na pauta estavam diversos temas de contexto nacional, como: legislação trabalhista; carga tributária; reformas políticas estruturantes; saúde pública ente outras. O encontro aconteceu na Associação e esta foi a sexta reunião com representantes. Anteriormente já estiveram na Acisbs: o tenente-coronel Fabiano Dias Perfeito; o prefeito Fernando Tureck; o executivo do Hospital e Maternidade Sagrada Família, Fernando Castanheira; o delegado regional Rubens Almeida Passos de Freitas; e o deputado estadual Silvio Dreveck.

O deputado, durante sua fala, reforçou a importância da associação nas participações políticas. “Esses questionamentos e o envolvimento dos empresários nas mais diversas áreas é importante para o desenvolvimento do município”. Fazendo um apanhado do cenário nacional, com a permanência de Michel Temer na presidência da república, Mariani falou que o grande desafiou está na aprovação da emenda constitucional que extingue a reeleição no Brasil. “Não adianta ele assumir e ficar pensando em reeleição. Terá que fazer a tarefa de casa para ajeitar o cenário que é de muita insegurança” frisou.

Mauro colocou seu gabinete à disposição da Associação e citou um possível intercâmbio entre entidade e sua comissão de legislação. “Já fizemos essa integração com a Ajorpeme, de Joinville, por exemplo, para criar afinidade” disse. O deputado também falou de cortes, principalmente quanto às folhas de pagamentos de prefeituras e outras estruturas públicas. “As prefeituras não têm como cortar folha, pois grande maioria trata-se de profissionais de educação e saúde. A saída é buscar maior arrecadação”. E acrescenta dizendo que “um dos grandes desafios do governo federal é fazer uma reforma trabalhista para se tornar competitivo”. Quanto à carga tributária, o deputado ressaltou dizendo que a saída é a simplificação e não a redução, proporcionando um ambiente de confiança.

Relacionado à saúde pública, mas especificamente a questão voltada aos hospitais, o deputado citou que o problema de Santa Catarina está na defasagem per capita. “Estamos abaixo do Paraná e Rio Grande do Sul. Nossas referências de alguns anos atrás, quando os pacientes eram levados para Curitiba, por exemplo, acabaram sendo contabilizadas na série histórica do Paraná, a partir do momento em que Santa Catarina determinou que as referências de tratamentos passariam a acontecer dentro do Estado” explicou. E ele completou dizendo, que 70% dos atendimentos dos hospitais filantrópicos são voltados ao SUS e para isso recebem apenas 30% do recurso. Os outros 60%, por exemplo, são consumidos pelos hospitais públicos. “Essa conta não fecha, pois quem acaba atendendo são os filantrópicos que não recebem para tal” frisou.

Quanto à segurança pública, o deputado falou que a saída está em investir na tecnologia, pois os efetivos serão cada vez mais reduzidos devido às questões de aposentadorias e a baixa reposição. Mauro Mariani foi incisivo nas suas colocações e disse que a solução é ter coragem para mudar os atuais modelos de gestão.

 

 

Confira os mais recentes