Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Notícias e artigos

Protocolo de intenções da Acisbs é debatido em mesa redonda

Na segunda-feira, 26, a Associação Empresarial (Acisbs) recebeu para uma mesa redonda os quatro candidatos a prefeito de São Bento do Sul Antonio Tomazini, Clarice Foletto, Fernando Tureck e Magno Bollmann. O auditório da entidade estava lotado, sendo prestigiado por empresários, imprensa, equipes de campanha e comunidade em geral. Durante duas horas, cada candidato tratou dos 12 itens do protocolo de intenções da Acisbs, e no segundo momento, responderam às perguntas dos participantes. O presidente Mario Nenevê destacou a importância do evento e agradeceu o envolvimento dos candidatos com a Associação. “Esse documento é tradicional na Acisbs e queremos com o novo prefeito, manter um diálogo e uma interação constante, ” destacou.

Por ordem de sorteio, a primeira manifestação foi do candidato Fernando Tureck, do PMDB, atual prefeito do município. Ele abordou o andamento da elaboração do novo Plano Diretor em parceria com a Associação dos Municípios (Amunesc), que está na quinta fase. Já quanto ao Contorno Norte, segundo ele, a continuidade da obra não foi dada devido às questões ambientais. Quanto ao item de estruturação de licenciamento ambiental, ele informou que o município já possui um convênio com a Fatma para atuar em alguns casos e disse que até final do ano a gestão será plena. Referente à Fetep, ele disse que já existe a parceria com a prefeitura e citou a obra de instalação do Centro de Inovação. Em relação ao esgoto sanitário, ele informou que em 2014 foi assinado um convênio com a Caixa, na ordem de R$ 12 milhões, a fundo perdido, para continuidade da implantação que vai proporcionar a instalação de 40 km de rede e aumentará em 10% a rede coletora de esgoto no município. Da situação do Hospital e Maternidade Sagrada Família, conforme Tureck, na parte financeira, foi aumentado o valor de repasse para a uti em 30%. Na questão do turismo regional, o candidato mencionou que já existem grandes iniciativas, principalmente na questão do ciclo turismo, integrado com os municípios do Quiriri.

A candidata a prefeita pelo PDT, Clarice Foletto, tratou dos itens do protocolo elencando com as ações de seu plano de governo. Quanto à interação com o Conselho de Desenvolvimento Econômico (Codesbs), a candidata falou que ela não terá uma secretaria de desenvolvimento econômico no seu governo, e sim, um ambiente de negócios. Na opinião dela, o município está atrasado em busca de novos empreendimentos e disse que o gestor dessa pasta terá a responsabilidade de viajar e buscar novidades do setor. Clarice também falou que vai criar o balcão do cidadão, pois hoje informações são desencontradas entre os setores. Um centro do empreendedor é outra ação de governo, para orientações de abertura de novas empresas. No quesito mobilidade urbana, a candidata disse que é impossível trazer novas empresas se não há vias de escoamento de produção em condições adequadas e falou da criação de um instituto de planejamento desvinculado da prefeitura. Falou ainda do Contorno Norte, dizendo que é essencial para a mobilidade urbana do município. Quanto à Fetep, a candidata comentou que vai realizar uma pesquisa para ver qual o segmento que mais movimenta a econômica de São Bento, para depois fomentar a criação de cursos e oportunidades. Relacionado ao Hospital, Clarice frisou que é preciso olhar o hospital com mais cuidado, pois é o único da cidade. E disse que em seu plano de governo, prevê um plano de atendimento infantil para melhorar o atendimento das crianças.  Referente a escolha adequada dos secretários, a candidata disse que não pretende ter comissionados na sua equipe, apenas concursados.

O candidato Magno Bollmann, do PP, abordou a questão do Contorno Norte, que iniciou em sua gestão, dizendo que estão aguardando um relatório da Fatma, dizendo que o projeto não tem problemas com licenças. O candidato também defendeu a implantação de um instituto de planejamento, necessário para dar continuidade aos projetos de mobilidade urbana. No item do licenciamento ambiental, Magno disse que apenas Campo Alegre e Rio Negrinho avançaram no processo. Ele contou que quando criado o Consórcio Quiriri, um dos objetivos era o trabalho integrados dos municípios, e que o licenciamento via consórcio é o ideal para não sofrer influências política. No quesito voltado à saúde, o candidato disse que em 2012, sua equipe realizou um projeto com o aval do conselho da saúde, que é o prontuário eletrônico, e trata-se da ligação de informações dos pacientes entre os postos. A intenção, segundo ele, é a retomada desse projeto bem como a obra da unidade de pronto atendimento, para desafogar os atendimentos no hospital. Quanto aos secretários, na sua gestão anterior alguns dos cargos foram indicados por entidades representativas e a ideia é manter esse modelo. Relacionado à Promosul, Magno informou que deve ocorrer uma maior utilização do espaço com a realização de um projeto de uso integrado. Referente a vinda da unidade prisional, o candidato informou que é favorável desde que seja um ambiente de ressocialização e não um depósito de presos.

O último candidato a se manifestar, antes das perguntas dos participantes foi Antônio Tomazini, candidato pelo PSDB. Ele iniciou a fala tratando da mobilidade urbana e disse que é necessário planejar e buscar recursos para que de fato as obras de melhorias aconteçam. Referente ao licenciamento ambiental, ele disse ser necessário a autonomia para resolver questões a nível de município. Tomazini ainda comentou que quer impulsionar ações para trazer novas empresas, além de valorizar os que aqui já estão instaladas. No item do Hospital, o candidato diz que a unidade está sobrecarregada e que isso é um sinal de que unidades de saúde não estão funcionando de acordo. Segundo ele, já tiveram períodos que os postos do município contavam com cinco médicos. E ele destacou que hoje há a falta desses profissionais devido à grande carga horária e a baixa renumeração. Tomazini disse que a ideia é flexibilizar para os profissionais que já estão na cidade. O candidato contou que no hospital são 200 consultas por final de semana. Ele falou da questão do recesso de fim e começo do ano, onde os postos ficam fechados e que esse contexto precisa mudar, transformando São Bento em um polo de saúde.

Entre as perguntas da plateia estavam os temas mobilidade urbana, desenvolvimento econômico, participação do município na Amunesc, educação, ouvidoria e atuação do vice-prefeito na gestão.

Entrega de manifesto – Flavio Wacholski, vice-presidente da Associação do Engenheiros e Agrônomos do Planalto Norte (Aeaplan), durante o evento da Acisbs, fez a entrega do manifesto da entidade.

Protocolo de intenções – é um documento elaborado pela entidade desde 2009. O protocolo reúne 12 itens com foco no desenvolvimento econômico, no cumprimento do Plano Diretor, mobilidade urbana, saúde, segurança pública entre outras áreas conforme demonstrado no Banner e nos folders entregue aos participantes. Além da entrega do documento e a mesa redonda com os candidatos, a Acisbs vai programar uma agenda de reuniões periódicas com o prefeito eleito, com o objetivo de acompanhar os itens propostos no documento.

Sobre os candidatos a prefeito e vice:

Antônio Joaquim Tomazini (PSDB), 58 anos, natural de Irapuru (SP), é médico formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo/1983 e com residência no Hospital Estadual Servidor Público São Paulo/1988.  Candidato a vice-prefeito: Francisco Marques, 55 anos, natural de Jacarezinho (PR), também médico.

Clarice Foletto Soares (PDT), 54 anos, natural de Santa Maria (RS), é professora e pós-graduada pela Universidade de Santa Maria. Candidato a vice-prefeito: João Maria Cavalheiro, 48 anos, natural de Rio Negro – PR, é motorista de transporte coletivo.

Fernando Tureck (PMDB), 35 anos, natural de São Bento do Sul (SC), é médico formado pela Universidade PUC-PR, com residência em medicina interna pela Universidade Federal de São Paulo (USP). Candidato a vice-prefeito: Flávio Schuhmacher, 45 anos, natural de São Bento do Sul, é Engenheiro Agrônomo.

Magno Bollmann (PP), 72 anos, natural de São Bento do Sul (SC), é engenheiro agrônomo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com pós-graduação em Engenharia Ambiental. Candidato a vice-prefeito: Márcio Dreveck, 41 anos, natural de São Bento do Sul e atualmente é vereador.

Confira os mais recentes